quinta-feira, 14 de agosto de 2014

Mãe inventa cinto que dá a crianças com paralisia cerebral a oportunidade de andar



Debby Elnatan é mãe de uma garotinha com paralisia cerebral, o que significa que a menina não pode andar com as próprias pernas. Mas para não ver sua filha crescer frustrada por não conseguir se movimentar como as outras crianças, Debby criou um dispositivo muito simples.

Trata-se de uma espécie de cinto que prende a criança às pernas da mãe, permitindo que a menina fique ereta e tenha a sensação insubstituível de dar seus próprios passos. O mais legal é que essa ideia deu tão certo, que Debby resolveu compartilhar essa inovação com outras mães e crianças que se encontram nessa mesma situação.

Com o nome de “The Firefly Upsee”, o dispositivo será lançado no mercado e estará disponível a partir do dia 7 de abril, por aproximadamente U$ 500,00 (ou cerca de R$ 1.100, no câmbio atual).



Aprovado

Alguns pais já testaram o cinto com seus filhos e só têm a elogiar a invenção.

“Ele nos permite fazer muitas coisas e ir a muitos lugares que não podíamos ir antes”, disse Stacy Warden, mãe de um menino de 5 anos de idade que também tem paralisia cerebral.

E, para ela, o Upseen também traz benefícios emocionais para as crianças. Seu filho, por exemplo, não parar de rir e gargalhar enquanto está se movimentando com a ajuda do aparelho, o que faz com que os primeiros passos sejam ainda mais emocionantes.

Maura McCrystal, que também é mãe de uma criança com paralisia cerebral, contou que usou o Upseen para fazer com que seu filho pudesse jogar bola com o pai e os irmãos pela primeira vez. “Ver ele jogar bola como qualquer outro menino de 5 anos de idade foi realmente muito emocionante”, conta.

Está aí mais um bom exemplo de como a criatividade e a inovação podem mudar, e muito, a vida de muitas pessoas.

Postagens populares