terça-feira, 11 de agosto de 2015

Como escolher o autobronzeador ideal para seu tipo e tom de pele





Esqueça aquela velha concepção que associa autobronzeador a pele alaranjada, manchada, grudenta e com cheiro desagradável: quando aplicada corretamente em uma superfície cutânea preparada da maneira ideal, a atual leva de cosméticos que bronzeia temporariamente – e artificialmente – não deixa nada a desejar aos efeitos do sol.


A diretora da Best Bronze, Nicole Rossato, sobre tudo que você precisa saber sobre o produto e exatamente o que deve ser feito antes, durante e depois da aplicação para que o look final seja perfeito, faça chuva ou faça sol. O resultado você confere em um especial ao longo desta semana.

Para começar, é bom saber que o autobronzeador ideal para cada pessoa depende do tipo e também do tom da pele. "Peles muito branquinhas, difíceis de pigmentar, geralmente precisam de uma maior concentração de DHA para que tenham um resultado satisfatório", explica Nicole sobre a principal substância responsável pelo efeito bronzeado sem exposição solar. 

"O tom desejado pode ser alcançado pelo número de aplicações realizadas ou pelo tipo de produto. As formulações em creme, por exemplo, requerem várias aplicações para um resultado dourado mais intenso. Já as formulações em spray e mousse, via de regra, costumam ser mais fortes, produzindo um dourado natural já na primeira aplicação", indica a especialista.

"Para peles oleosas, é recomendado o uso de formulações em spray, mousse ou lenço. Já para as peles extremamente secas, é preferível o uso de cremes, spray ou lenço que possuam agentes hidratantes em sua fórmula."
(VICTORIA MARCHESI)



Com o tempo frio da estação, fica difícil manter o bronzeado em dia (pelo menos aquele conquistado na praia e na piscina), tornando o inverno a época ideal para apostar em autobronzeadores. “Eles estimulam a camada mais superficial da pele com duas substâncias básicas, di-hidroxi-acetona e eritrulose, que oxidam os aminoácidos da queratina produzindo melanoidina, a responsável pelo pigmento que dá coloração à pele”, explica a dermatologista Vívien Yamada. “A ideia é estimular a nossa própria pele a produzir o aspecto bronzeado, e não tingi-la”, completa. Ou seja, um autobronzeador não precisa, mas pode, ter tonalizante – e é ele que pode acabar manchando roupas, móveis e toalhas durante o processo caseiro.


Nunca tentou ou acha que as chances de ficar listrada são maiores do que as de conseguir aquele tom dourado? Siga lendo e perca o medo de apostar no produto com o os cinco mandamentos para um bom resultado ensinado pela médica

  (Foto:  )



1º: esfoliar
Como as substâncias estimulam a parte mais superficial da derme, remover o excesso de células mortas e deixar a pele uniforme é essencial para evitar manchas. Atenção: cuidado com cotovelos e joelhos, que, por possuírem maior concentração de queratina, podem ficar escuros demais – pegue leve com o produto nessas áreas.

2º: usar luvas e direcionar
A aplicação fica mais segura se você usar luvas para proteger as mãos e evitar manchas nas palmas. Aplique o autobronzeador a partir dos pés e subindo, da maneira mais homogênea possível. Atenção: lembre-se de passar o produto no dorso das mãos depois de retirar as luvas.

3º: tempo ao tempo
As mãos podem ser lavadas logo após a aplicação no dorso, mas dê pelo menos um intervalo de 20 minutos antes de se vestir. Banho, só depois de 12 horas para ter a melhor reação do autobronzeador. Atenção: hidratar é preciso porque o autobronzeador ressaca a pele, mas espere 24 horas antes de passar qualquer creme no corpo.

4º: encontrar o nível ideal
A cor aparece cerca de 3 horas após a aplicação, então repita diariamente o processo até atingir o tom desejado. Chegou lá? Dê um intervalo de 5 a 7 dias e passe novamente o produto num único dia para a manutenção da cor.

5°: rosto, não!
Apesar de existirem produtos específicos para a pele do rosto, a Dra. Vívien Yamada não recomenda o uso nessa área, pois podem ressecar ou obstruir os poros. A indicação dela é parar o autobronzeador abaixo da mandíbula e apostar em maquiagem para acertar o tom da face.

Postagens populares